Terapia de Casal

Por Psicóloga Samira Falcão.
( Estuda Terapia de Casal e Comportamento- Instituto sexualidade Paulista)

Durante o período da faculdade resolvi estudar de forma mais estruturada o amor e as relações humanas. Tema que sempre me chamou atenção.

Toda minha trajetória acadêmica se deu para construir um conhecimento mais elaborado e profundo sobre comportamentos e sentimentos.

Aprendi que o amor não se encontra pronto dentro de nós. A potencialidade e a capacidade para vir a amar sim. É ingênuo supor que saber amar é intrínseco ao ser humano, e pensar assim reduz as relações de amor ao seu nível mais primitivo. (HÉLIO JOSÉ GUILHARDI)

A cada atendimento clinico percebo uma quantidade significativa de pessoas que buscam compreender suas relações, términos ou a ausência de relações. A busca por estabilidade afetiva é uma realidade. A grande dificuldade de identificar o sentimento de amor, e a facilidade de identificar a insegurança me chama atenção em muitos atendimentos.

Amar alguém, em primeira análise, significa reconhecer uma pessoa como fonte real ou potencial para a própria felicidade (INGENIEROS, 1910/1968; SIMMEL, 1993).

Estudar casais dentro da perspectiva da análise do comportamento é entender que que cada indivíduo vai se comportar conforme a equação da sua história atual mais as histórias passadas de relacionamento.

A terapia de casal trata-se de atendimento clinico que tem como objetivo promover dialogo e melhor adequação na dinâmica do casal, abrindo espaço para comunicação mais assertiva e reflexiva, trabalhando comportamentos e alinhando as expectativas.

O que trabalhamos na terapia de casal?
• Ciumes
• Vida sexual
• Dialogo mais funcionais
• Aconselhamento pré-matrimonial
• Estratégias para vida saudável.

Quais motivos levam os casais para terapia?

• Incompatibilidade de ideias.
• Infidelidade
• Expectativas
• Sexualidade
• Transtornos psiquiátricos do parceiro.
• Falta de comunicação.
• Violências (verbais, financeiras, físicas…)
• Brigas excessivas
• Ciúme excessivo
• Redes sociais.

Os temas são discutidos durante os atendimentos, o envolvimento dos dois no processo é importante.

Participação no dai internacional das mulheres no programa da Record

17202757_1013892502044126_8989701007781262390_n 17190547_1013892515377458_5208894450530445032_n

 

 

 A Psicóloga Samira Falcão defende os direitos das mulheres é envolvida em projetos sociais e defesas do direitos humanos. Esteve presente no programa da Record, levando conhecimento e ajudando muitas mulheres se informarem sobre os direitos e acolhida.

A cada 11 minutos, uma mulher é estuprada no Brasil.
A cada 5 minutos uma mulher é agredida no Brasil .
Uma mulher é morta a cada 2 horas no Brasil.
Durante o carnaval no Rio de Janeiro, uma mulher foi agredida a cada 3 minutos.
Homicídio de mulheres negras aumentou 54% em 10 anos.
89% das vítimas de estupro no Brasil são do sexo feminino. Do total, 70% são crianças e adolescentes. Em metade das ocorrências envolvendo crianças, há um histórico de estupros anteriores. 70% dos estupros são cometidos por parentes, namorados ou amigos/conhecidos da vítima.

 

Perguntas dos leitores

61ffdc989fba2f535986519899df7f2bPsicóloga Samira Falcão responde as questões dos leitores UOL sobre relacionamento.

  • O que leva os pares a ficarem insatisfeitos com um casamento?

 

A insatisfação do casal pode estar relacionada às expectativas que os mesmo tinham com seus pares, trazendo ai conflito que acontecem por distorções sobre os parceiros.  Pessoas com padrões de comportamentos, pensamentos e sentimentos inadequados como- Irracionais, inflexíveis e absolutistas, tendem a terem mais insatisfação dentro da relação.

  • Como reconhecer a própria insatisfação? Quais sinais que aparecem quando você está insatisfeito?

 

Os sinais mais comuns são discussões recorrentes por questões relacionadas a finanças, decisões, as relações sexuais se tornam menos frequentes e sem buscar o prazer do parceiro, o momento de lazer se torna brigas sem motivos aparentes. Os desacordos são destrutivos, onde a falta de consenso é uma grande ameaça para relação saudável.

As insatisfações são baseada na experiência de vida é importante a reflexão.

  • É normal ter altos e baixos na relação? Por que isso acontece?

É comum, os altos e baixos ajudam a trazer pra perto o dialogo na resolução do problema. O conflite pode ser uma ponte para desenvolvimento da relação a dois.

Isso acontece porque muitos casais precisam ajustar e a elaborarem de uma forma mais efetiva e menos distorcida.

  • E como separar os altos e baixos de uma insatisfação preocupante? Pode dar alguns exemplos dessas duas situações?

 

Existe uma parcela bastante significativa de casais que tem dificuldade de superar os altos e baixos dos relacionamento, assim como nossa vida tem problemas e dificuldades diárias, os relacionamentos também. Eles sofrem diariamente interferência do meio, o que influencia o comportamento e as consequências da resposta ao parceiro.

Quando seu parceiro chegar em casa e não te dar boa noite, não significa que ele não goste de você, nesse momento é importante ser empático com o mesmo “Ele deve ter tido um dia péssimo” “Pego muito transito”. Duvide sempre da primeira hipótese, duvide dos seus pensamentos, questione sempre e chegue a uma conclusão que vai evitar o conflito, se persistir, converse com o parceiro evitando o julgamento.Mulheres e homens tem capacidade de assumir e resolver as dificuldades, mas tudo vai depender da habilidade de se colocar no lugar do outro, habilidade que nomeamos de empatia.

  • É possível que o casamento esteja satisfatório para um, mas não para o outro? Por que isso acontece?

Quem tiver em um relacionamento insatisfatório seja sincero com o parceiro, diga a verdade sempre. Relacionamentos que não tem a reciprocidade do próximo traz solidão e não prazer. Casamento precisa ser de acordo entre as duas partes, onde traga felicidade. A satisfação está na soma de sentimentos e momentos que compartilhamos “Casamento é a soma, não solitário”.

  • Como agir quando o par acha que o outro se empenha pouco para o casamento dar certo?

A comunicação é a melhor estratégia, quando você está desempenhando mais que seu parceiro, está na hora de sentar e conversar sobre os pontos que são observados e dizer que gostaria que ele desse sua opinião e solução.

O elogio sempre é a melhor forma de ajudar a motivar

 

  • Geralmente, como o casal age quando o nível de satisfação do casamento está alto para ambos?

A satisfação está relacionada aos comportamentos como: comunicação, expressão de sentimento de forma positiva, respeito, parceria, demonstração de empatia e afeto, vida sexual ativa e momentos compartilhados.

 

Meu sonho é…

Metas

Sonhar é acordar-se para dentro.

Mario Quintana

Todo começo do ano construímos uma agenda de sonhos e metas para ano que está começando,os dias vão passando, chega junho e muitas dessas metas e sonhos acabam ficando para depois e vezes ou outra nem acontecendo.

As nossas metas nos motivam, fazem crescer perante as dificuldades! Mas, precisamos nos organizar e entender que elas precisam de esforço para se torna real e reforçadora.

Será que estamos construindo mais sonhos do que metas?

O sonho é algo que queremos, porém de uma forma vaga. Já uma meta é algo específico, mensurável, com prazo e plano de ação.

Segue algumas orientações para conquistar as metas:

  •  Foco: Essa é uma das estratégias mais importantes, já que estar focado significa estar comprometido com o trabalho. É ainda evitar distrações, se concentrando naquilo que almeja.
  • Disciplina: Dizem que pessoas que tem essa característica, têm a chave do sucesso, já que essa representa o esforço, a determinação e a vontade de alcançar o sonho.
  •   Dedicação: Esta é de suma importância, pois está ligada a qualidade da atividade, ou seja, o fato de a pessoa se propor a fazer aquilo da melhor forma possível, para assim alcançar seu 
  • Confiança: É muito importante também saber que você é capaz de conseguir. Afaste o medo da derrota. Busque sempre crescer, pois o único responsável pela conquista é você. Confie que tudo dará certo.

Agora que você já aprendeu  como conquistar  metras vamos treinar ? Escreva 5 metas, a curto, longo e médio prazo e pense em estrategias para atingir.

 

 

 

Psicóloga Samira Falcão.

Empatia: Como ensinar meu filho a ser empático.

Psicóloga Samira responde:

  • Empatia vem do significado projetar, colocar no lugar do outro no qual uma pessoa se identifica com outra, presumindo sentir o que está sentindo.  As crianças que aprendem a terem empatia tendem a ser mais bem-sucedidas na escola, na sociedade e em suas eventuais carreiras profissionais.

Ensinar a criança ter empatia pelo amiguinho é preciso que os adultos pratiquem o mesmo, dentro de casa, na escola e em todos ambientes que frequentam. É um comportamento que na vida adulta é cobrado o tempo todo. Se no mundo fossemos mais empáticos e respeitosos com o próximo seria melhor. O respeito, um valor que combina bem com a empatia, é aprendido pelas crianças através dos modelos que os adultos vão deixando.

 Fazer com que uma criança aprenda a agir com empatia e respeito é um processo contínuo e deve ser constantemente estimulado e praticado no ambiente.

Dica para desenvolver empatia “Habilidade de colocar no lugar do outro”

 

  • Enquanto você vê filme com seu filho ou lê história, questione o que ele acha que o personagem está sentindo e se ele já sentiu-se assim.
  • Demostre que você se importa com o que a pessoa próxima está sentindo.
  • Confeccionar história em quadrinho, escrever, diário ajudam a conhecer melhor as emoções e sentimentos.
  • Pais devem cumprir o que prometem aos filhos. Ensinando dessa forma o respeito com o que se promete ao próximo e ao sentimento.
  • Gentileza gera Gentileza, ajude seu filho, peca ajuda, dessa forma você ensina ele autonomia, habilidade sociais e de resoluções de problema junto com o próximo.
  • Escute e tenha paciência.

 

Por

Psicóloga Especialista Samira Falcão

Buscando Terapia de Casal.

( Psicologa Especialista Samira Falcão- Terapia de Casal)

Existe uma procura bastante significativa no consultório buscando atendimento de casal. O tratamento de casais busca minimizar os conflitos e desenvolver com o casal habilidades de manejos de problemas, onde são trabalhadas de forma individual e conjunta.O tratamento segue uma reestruturação de cognições inadequadas, o manejo das emoções durante as situações que são relatas e também em relação ao parceiro, a modificação de padrões de comunicação que podem estar errada( disfuncionais) e o desenvolvimento de estratégias para solução de problemas cotidianos. Outros procedimentos utilizados são as alterações de comportamentos que formam padrões negativamente específicos.

  • Muitos casais brigam porque não conseguem perceber a emoção no outro. É importante tentar entender o que está acontecendo para tomar uma postura.
  • Avaliar o que está errado e como resolver junto com o parceiro na estrategia.
  • Avaliar o pensamento. Importante colocar em cheque o que você está sentindo e identificar o primeiro pensamento que vem na sua cabeça, para quando acontecer uma conversa o sentimento seja de acordo com o problema. Nem de mais, nem de menos.
  • Grau de expressão, a forma que se expressa pode estar relacionada ao aprendizado na infância, quando se expressava exageradamente para ganhar atenção, quanto positivo quanto negativo.
  • Stress no casamento: Nascimento dos filhos, tomada de decisões, educação. Erros comportamento, crenças sobre o parceiro e ao relacionamento, expectativas.
  • Desejo sexual.

A Terapia Cognitiva busca a resolução desses conflitos de maneira mais focada. O grande objetivo é fornecer ao casal habilidades que
possam diminuir os problemas e ter uma relação mais estável e saudável.

 

Mande sua duvida para contato@grupopsicologas.com.br

 

Quando foi que meu filho começou a mentir?

Foto12 Meu filho mente muito, não sei o que fazer…

 

 

Por Psicologa Especialista Samira Falcão – Atendimento infantil

Quando aprendemos a escrever e ler, logo aprendemos o que é a mentira, distinguindo assim a realidade da ficção.

Quando as crianças começam a mentir elas estão na verdade usando muitas vezes como mecanismo de livrar de repreensão, como: Tarefas indesejadas e até mesmo enganar pais e colegas.

A mentira precisa ser controlada quando criança, para não se tornar uma mania inocente em um transtorno de personalidade. Sabemos que muitos adultos condenam o ato de mentir, apesar de manterem suas declarações falsas em muitos momentos.

A criança aprende por modelo. Os pais devem ensinar seus filhos a dizerem verdade, quando mentirem devem repreender de forma construtiva. Muitas crianças aprendem a mentir com seus próprios pais, pois na infância elas absorvem todo tipo de informação que é passada.

Uma criança com 5 anos confunde o que é real e a fantasia, muitas vezes criam historias e contam de uma “realidade fantasia”. Crianças com um pouco mais de idade mentem para se isentar de culpas, entretanto se elas usarem a mentira para se aproveitarem de situações pode ser indicio de uma patologia, carência, problema emocional, a criança deve ser levada a um profissional especializado, pois nesta fase a mentira nunca é inocente.

Os pais ensinam a verdade e exercem, faz com que as crianças copiem o comportamento. É importante mostrar o quanto é bom, gratificante e reforçador falar a verdade, e como é correto. Os adultos que estão perto das crianças precisam ser o exemplo, mostrando que mentir é prejudicial, revelando a mentira deles próprios sem que os mesmos percam a confiança que depositam.

A mentira pode se tornar uma estratégia para preservar a nossa privacidade, evitar constrangimentos, fugir de um castigo ou até escapar de situações embaraçosas. Elas fazem com que a criança não enfrente a realidade, e fazendo com que o processo de amadurecimento em estratégias de enfrentamento seja mais demorado.

A melhor forma de ensinar seu filho a não mentir é ensinando os comportamentos adequados. Entender o porque ela está fazendo uso  da mentira, e trabalhar para que a função seja eliminada. Toda mentira precisar ser repreendida de uma forma que a criança aprenda .

 Uma criança só vai aprender a falar verdade se o adulto der o exemplo. Todo comportamento é aprendido. 

Referencia

 

 AS VÁRIAS FACES DA MENTIRA: A VERDADE ESCLARECIDA: http://www.aems.edu.br/conexao/edicaoanterior/Sumario/2013/downloads/2013/3/39.pdf ( acesso 21 julho de 2015)

Pagina 1 de 212