Terapia de Casal

Por Psicóloga Samira Falcão.
( Estuda Terapia de Casal e Comportamento- Instituto sexualidade Paulista)

Durante o período da faculdade resolvi estudar de forma mais estruturada o amor e as relações humanas. Tema que sempre me chamou atenção.

Toda minha trajetória acadêmica se deu para construir um conhecimento mais elaborado e profundo sobre comportamentos e sentimentos.

Aprendi que o amor não se encontra pronto dentro de nós. A potencialidade e a capacidade para vir a amar sim. É ingênuo supor que saber amar é intrínseco ao ser humano, e pensar assim reduz as relações de amor ao seu nível mais primitivo. (HÉLIO JOSÉ GUILHARDI)

A cada atendimento clinico percebo uma quantidade significativa de pessoas que buscam compreender suas relações, términos ou a ausência de relações. A busca por estabilidade afetiva é uma realidade. A grande dificuldade de identificar o sentimento de amor, e a facilidade de identificar a insegurança me chama atenção em click here muitos atendimentos.

Amar alguém, em primeira análise, significa reconhecer uma pessoa como fonte real ou potencial para a própria felicidade (INGENIEROS, 1910/1968; SIMMEL, 1993).

Estudar casais dentro da perspectiva da análise do comportamento é entender que que cada indivíduo vai se comportar conforme a equação da sua história atual mais as histórias passadas de relacionamento.

A terapia de casal trata-se de atendimento clinico que tem como objetivo promover dialogo e melhor adequação na dinâmica do casal, abrindo espaço para comunicação mais assertiva e reflexiva, trabalhando comportamentos e alinhando as expectativas.

O que trabalhamos na terapia de casal?
• Ciumes
• Vida sexual
• Dialogo mais funcionais
• Aconselhamento pré-matrimonial
• Estratégias para vida saudável.

Quais motivos levam os casais para terapia?

• Incompatibilidade de ideias.
• Infidelidade
• Expectativas
• Sexualidade
• Transtornos psiquiátricos do parceiro.
• Falta de comunicação.
• Violências (verbais, financeiras, físicas…)
• Brigas excessivas
• Ciúme excessivo
• Redes sociais.

Os temas são discutidos durante os atendimentos, o envolvimento dos dois no processo é importante.